Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

É assim, sempre que por mim você passa!

Imagem feita em junho de 2011, Lambari - MG por Sotnas Odlabu.

Observando esta imagem, é possível imaginar os efeitos dos anos passados, e ainda assim o edifício resiste, até que lhe tirem o direito de lá estar, esta antiga construção segue resistindo aos anos que estão sendo deixados no passado, assim feito nós, com a uma diferença. Podemos fazer nossas escolhas e tornar suportável ficar para trás com relação a cada ano que seguimos vivendo!



  E outra vez, quase junto a ti caminhei,
E sabe que tentei seguir ao seu lado,
Não conseguindo, meu viver, eu,
Sempre que por mim você passa,
Somos deixados no passado,
E leva todos os meus momentos vividos
Desde os da ingênua idade,
Hoje, me restou mais uma saudade,
Mas, não é uma saudade triste,
Pensando nos felizes momentos,
E ainda assim me sinto feliz,
Apesar de breve, é a vida,
Encantadora e, eu encantado,
Não vou desistir, enquanto em mim,
Esta dádiva, que é a vida existir,
Apenas sinto quando diz,
Que um dia estará terminada,
Já que não te acompanho,
Não como antigamente,
Sigo da maneira que me existe,
Será assim, de agora em diante,
Gestos comedidos, ou hesitantes,
Com certeza será, lentamente,
E o culpado é você, exatamente,
Por me fazer trilhar inversamente,
Este intenso, conhecido e, tão,
Envelhecido caminho, novamente!

Sotnas Odlbu


segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Reside uma criança nesse adulto!

Imagem feita em Campos do Jordão em agosto 2012, por Liza G.
É só um momento criança!

Desde que a este mundo cheguei,
Foram-me atribuídos direitos e deveres,
Nem pedir foi preciso, mas, cá cheguei e gostei,
Vivendo, faço o que me foi deixado acontecer,

Dou-me o direito de sempre tentar,
Ainda que demore acertar,
 Como também o de recomeçar,
Em qualquer momento que algo terminar,
Há ainda um direito que jamais abandono,
Mesmo com, alguns enganos,
Jamais me farão deixar de usar
  Este direito que aprendi ainda criança,

 Que é viver sempre com intensa alegria,
Pois a criança jamais deixa de ter esperança!

Sotnas Odlabu 

domingo, 12 de agosto de 2012

Para meus filhos - Queria ser um pai diferente, do meu pai!

Gostei desta imagem, pois retrata um pouco do que penso como deve agir um pai, sempre ao lado dos filhos, pois apesar de alguns filhos não admitirem, o pai se agir com correção e sensatez, será um exemplo!

Fiz a imagem em Caxambu-MG no parque das Águas, julho 2012, e as pessoas que aparecem na imagem me são desconhecidas, sendo assim, caso desejem, a imagem será retirada, e assim acontecendo, peço humildemente que aceitem minhas desculpas!    


Esse meu modo um tanto introvertido,
Suprimiu-me demonstrar-lhes até então,
E só agora me dei conta, vocês cresceram,
No trabalho, alguns anos se passaram e,
Sempre os dois me deram alegria,
Amor e compreensão!

Eu me infligia censuras,
Sempre que ficava zangado,
Sinto não ter sido,
Como dizem um pai, maneiro,
E eu aprendendo a ser pai, externar meus sentimentos,
Fácil seria houvesse meu pai sido, mais companheiro,
E não tão ausente o tempo inteiro,
Por tanto faltar, me fez tanta falta,
E partiu sem conhecê-los,

Muito me aflige,
Vê-los aborrecidos ou, tristonhos,
Jamais quis fazer-lhes qualquer mal,
Ou mesmo parecer medonho,
Doeu-me em dobro, quando estava zangado,
E por toda dor que á vocês tenha eu causado,

Desculpem-me filhos,
Caso esteja sendo eu enfadonho,
Por escrever todas estas rimas,
Somente para lhes dizer,
E para que saibam e,
Não sintam mágoa, é meu jeito de ser,
Sinto-me feliz e, orgulhoso, e eu os amo muito,
Desde que soube que viriam,
E mais que os vi no dia em que nasceram,
Seu filho acaba de nascer
Com dois foi o início, somos quatro,
Depende de vocês, quantos iremos ser!

Sotnas Odlabu

POSTAGENS