Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

RETRIBUINDO O PRESENTE

ESTE É O SELO
E LOGO ABAIXO ESTÃO OS MEUS INDICADOS JUNTAMENTE COM SEUS BLOGS .

Então, é ou não é, um belo selo presente!
Olá Meu amigos, esta postagem é para terminar de cumprir o que me foi pedido quando recebi este selo da prezada amiga Carmen Lúcia do blog Prazer de Escrever http://mamymilu.blogspot.com.br
É mais ou menos assim, para que eu possa ter este selo estampado aqui, (bem ao lado) seria necessário eu ir até o blog da Carmen que esta me repassando , ou indicando eu e o SOTBLOG entre os sete amigos para receber o selo, e eu devo fazer o mesmo que ela, indicar sete amigos para repassar o selo, avisar todos e postar aqui a lista dos sete amigos e blogs que indico, para o selo.
E eis que com certa dificuldade, pois não me sinto a vontade tendo que escolhendo sete entre tantos amigos que fiz neste virtual circulo de amizades, enfim, acredito que os tantos outros que não figuram na lista entenderão, apenas sete!
E assim logo abaixo estão os sete listados, que eu convido a fazerem o mesmo que eu, e que seja divertido para todos, pois o selo é deveras belo, eu achei!
Eu desde já agradeço a todos os amigos escolhidos e também a Carmen Lúcia que me escolheu, e me fez se divertir e reforçar as amizades também, ou não!
OBRIGATO A TODOS OS AMIGOS!  

                   EIS OS SETE ESCOLHIDOS

Ana Bailune do blog Liberdade de Expressão

Néia Lambert do blog ETERNO

Shirley Brunelli do blog Asfalto das Horas

José Vitor do blog Um Passeio... Longe

Ingrid do blog Perfumes e Palavras

Vivian, do blog IN FOCO

Vanessa (Van) do blog Retalhos do que Sou



Sotnas Odlabu

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Só hoje, ou, todos os dias!

Entristece-me perceber que alguns indivíduos da sociedade, abraçam a ideia de viver tramada pelo sistema!
Que você jamais tenha o desejo de vislumbrar o que há depois da mais alta montanha,  Obscuros interesses! Imagem feita em agosto de 2012 em Atibaia-SP, na Pedra Grande.


Ainda assim, eu parabenizo a todos os professores, pela perseverança de transformar pessoas em seres com melhores perspectivas de um viver melhor, parabéns por este e todos os dias da existência de vocês, verdadeiros mestes do conhecer! 


Não deveria ser por hoje apenas,
Lembrar-te de verdade,
Daquele que,
Com teu saber me acenas,
Ou talvez não seja tão tarde,
 Valorizar aquele que da vida,
Apresenta-nos os valores,
 Formado os pilares da sociedade,
Pois são os duplicadores,
Do conhecimento e do saber,
Desde a nossa pequena idade,
Assim devemos ter maior desvelo,
Com os nossos professores,
Mas, isto é, ir,
 Contra o sistema e o seu sadismo,
 Que é feliz em governar um povo,
No mais completo analfabetismo!
 Sotnas Odlabu

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Do modo certo, seria diferente!

Imagem feita em Atibaia, por Sotnas Odlabu em set de 2012, na Festa do Morango e das Flores.
Apenas um exemplo da exuberante perfeição que a natureza, apesar de tudo, ainda insiste em ofertar-nos, e, nós é que somos inteligentes!

Olá meus amigos, o motivo deste texto é esclarecer que neste meu pretenso poema não estou generalizando, pois sabemos que em todo o seguimento da vida existem os aproveitáveis e os que quando demoramos descartar nos provocam sérios danos e arrependimentos, e quase sempre de maneira irrecuperáveis.
Pois bem, estamos próximos de delegar novamente poderes a semelhantes para que possibilitem seguir nossas cidades e seus habitantes vivendo de maneira humana, aceitável, e, acima de tudo com respeito mútuo entre o homem e o meio em que vive, já que deste meio ele é também parte complementar!
Sendo assim devemos agir como a natureza que sempre segue regida pela perfeição, mas, sabemos que jamais seremos perfeitos, pois tudo deve existir em equilíbrio, no entanto temos a obrigação de sempre beirar a perfeição, para o bem de todos!    




Não tem que ser assim,
Chegar ao fim de uma jornada,
Detestando o próprio fim,
Pois colherá toda a maldade plantada,
E foi você mesmo que escolheu, enfim;

Pense, talvez seja este o momento,
De reparar parte dos danos,
Vá, amenize parte deste sofrimento,
Que infligiu a tantos durante anos,
É o desejo dos que em vocês acreditaram,

Realmente não tem que ser assim,
E você pode fazer,
De outra maneira, a diferença,
Então, tenha consciência e decência,
E faça algo de grande valia,
Finde o sofrimento do povo,
E terá agradecimento,


Não deixe que tudo termine,
Da forma que tem sido a sua vida,
O que você pensou ser felicidade,
Na verdade, eram somente aparências,
Cercado de corrupção, podridão;
Esta sua vida, me parece tão vazia!

Sotnas Odlabu