Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

sábado, 26 de outubro de 2013

Por que ainda me habitam estes pensamentos!

imagem feita em Caxambu-MG em outubro
de 2010 por Sotnas Odlabu


Para aqueles que usam como desculpa a necessidade, e possuem a enorme falta de respeito ao próximo e, principalmente ao meio em que vive, eu sugiro que doem alguns minutos de seus preciosos tempo para observar em volta o tratamento que outros animais dão ao meio em que vive, e inclusive aos organismos que lhe são deveras necessários as suas vidas.


Imagem feita em Santos no Orquidário em junho 2013
por Sotnas Odlabu


Um exemplo são as borboletas, e as abelhas.
Tente observar e repare com que tamanha delicadeza estes seres se aproximam das flores e retiram suas necessidades, o carinho com que estes seres tratam os doadores de suas necessidades, o cuidado com que pousam e a maneira que se afastam sem depredar retiram o desejado e deixam a flor em perfeito estado para ser ainda admirada por sua beleza!
Portanto, ao invés de copiarmos costumes degradantes, e péssimas atitudes sem qualquer educação, qual o problema de copiarmos atitudes que garantam nosso futuro, ou será que ninguém pensa em ver brilhar muitos amanhãs e seus ensolarados dias neste planeta!
                                                                Sotnas Odlabu

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Houve tantos, e, ainda há estes momentos...


*Imagem feita em Campos do Jordão, agosto de 2011
no hotel, por Sotnas Odlabu.
* Quanto ao hotel na imagem,
quem por cá sempre passa sabe que tenho o costume de detalhar onde
fiz a imagem, sendo assim caso as partes envolvidas nela desejem, eu as retiro,
sem problema







Felicidades a todas as crianças e,
a todos que conservam em si
as crianças, que foram e, ora essa,
que com certeza ainda o são,
TODOS OS DIAS!




Em que uma alegria imensa me invade,
Mesmo quando tantos pensam ser tarde,
Mas, esta alegria me faz bem,
Pois vem junto as infantis lembranças,
E o que fazer!
Exceto feliz sorrir por reviver,
Aquela mesma felicidade,
Nem sempre tão despida de medo,
Que quando sentido,
Ora, este ficava sempre em segredo,
Vejo o esforço naquele rosto infantil,
No balanço iniciar,
Os três iniciais impulsos,
Ah, estes eram pra embalar,
Já os demais eram para alegria,
De uma maior altura alcançar,
Braços e pernas estendidos,
 Olhos fechados e, era a emoção de voar,
Era um sentir tão intenso,
De paz e liberdade,
Que não mais pensei que era de alegria,
O cantar fervoroso e tão triste,
De um belo pássaro engaiolado,
Mas, eu também não entendia,
O motivo dos adultos serem tão malvados!
Houve tantos, e tão felizes momentos,
E, que vez por ou outra,
Os adultos os findavam com tormento,
Mas, não me importava,
Pois em mim já vivia a esperança,
O sentimento de ser livre, e de voar, ou seja,
Eu já estava certo de buscar sempre a felicidade,
Aquela felicidade que conhecemos, já desde criança!
Sotnas Odlabu 

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Um singelo pensamento!

Imagem feita em Serra Negra-SP em junho de 2013, por Sotnas Odlabu

Com certeza a imagem não está um primor em foco,
 mas, gosto das imagens
 assim neste momento, mostram o quanto passa rápido o tempo e
 sequer apreciamos com mais apuro momentos
 de intensa importância em nosso viver,
e me faz ver também o quanto deixei de valorizar 
este meu momento passado (vivido) e os por viver!





Quero continuar acreditando no semelhante, 
sendo assim siga o conselho do criador.
Não converta seu viver em objeto leiloável,
 pois não são todos que sabem o verdadeiro
 valor de cada momento e oxigênio por cada ser respirado e,
 sabemos que nem todos os objetos leiloados,
 são por justos e satisfatórios valores arrematados!

Sotnas Odlabu

POSTAGENS