Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Por que ainda sou feliz, pela metade...

imagem feita por Sotnas Odlabu, em Socorro-SP junho de 2012




Deus,
Peço que me perdoe, por esta metade felicidade,
Eu só não consigo me deixar contagiar,
Pela felicidade de alguns, quando na verdade,
Existem tantos que pela dor e tristeza assediados,
Por algumas migalhas de amor viver a implorar,
Não, eu não consigo desta falsa felicidade compartilhar,
Quando as palavras soam falsas, e a intenção mesmo é,
Sempre ao próximo prejudicar,
Sendo assim eu sofro, pelos que nem tiveram chance de ficar,
E pelos que cá estão, mas, jamais se sentiram cá estar,
E por aqueles que ao lixo vivem a revirar,
Impelidos pela fé de, algum alimento,
Tentando chegar ao futuro,
Seguindo em contrária direção,
Ou mesmo vestes rejeitadas encontrar,
E os que pensam estarem suas chances,
Nas mãos de alguns sem qualquer vontade de realizar,
Mas mal sabem os pobres de percepção, que aqueles somente cá estão,
Para a vida de tantos dificultarem e que a felicidade destes alguns é,
Na verdade, a felicidade de alguns é o sofrimento de tantos disseminarem,
Sendo assim não vejo razão para com atroz atitude compartilhar,
Eu sou agradecido a ti pela vida, e por ela sou feliz de verdade,
Mas, neste momento, peço que me perdoe, por não sentir a total felicidade,
Eu somente não acho justo dizer que sou muito feliz,
Quando o sentimento é pela metade!
             Sotnas Odlabu

sábado, 14 de dezembro de 2013

Um sentir que me fez pensar, e ser diferente!

Imagem feita em Piracicaba-SP em outubro de 2012, junto ao prédio histórico no
Engenho das Águas ao lado do rio, por Sotnas Odlabu.


Concordo que vivemos este momento que, no meu pobre e insensato entender seja este um momento onde os homens compartilham, ao menos deviam estar distribuindo compreensão, fraternidade, amor, e sempre em busca da união para o bem viver de todos. Porem, estamos enjoados de presenciar que a cada época festiva os valores morais são convertidos a simples lucros, em nome do capitalismo, sendo assim não serei mais um hipócrita cá a desejar "um feliz natal” a tantos que sequer imaginam o que significa feliz, e, eu não posso me fazer mais enjoado, e sendo assim prefiro expor cá momentos deste meu viver, momentos destes trinta e quatro anos, e que compartilho com este outro ser que segue sempre ao meu lado em todos estes belos e vividos momentos, felizes como devemos ser!  


 Ah, minha linda,
Este sentir que todo o meu ser tem vivido,
Fez-me mudar, tudo em meu viver,
Desde o instante que por você,
Tão forte me senti atraído,
Desabitado de você antes, entristecido,
Este coração, após este sentir, é só alegria,
E se descobriu e, permitiu ser invadido,
Por tão intenso sentimento sentido,
Pulverizou o que em toda a infância,
E adolescência eu me havia prometido,
Ah minha linda,
Este teu sentir me fez ver,
Que não fazia sentido aquele meu medo,
Que igual ao meu pai pudesse eu ser, não,
Foi apenas o meu engano ledo,
Eu não daria a você,
O sofrer que ele deu a minha mãe,
Isso eu não suportaria,
Fazer e presenciar você sofrer,
Mas viver nem sempre é o que se supõe,
Sou agradecido, a Deus,
Por te ter colocado em meu caminho,
Não me permitindo seguir sozinho,
E nesta alegria acompanhada,
Tento trilhar esta jornada,
Sem te provocar tanta dor,
Tão somente por nós seguirmos,
Com toda intensidade, e sob a proteção,
Deste intenso sentimento, chamado de amor!
Sotnas Odlabu

POSTAGENS