Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Da esperança ao desencanto!

imagem feita em Santos no Orquidário em no 2012
por Sotnas Odlabu

Não posso sentir a felicidade plena enquanto outros ao redor
 sofrem com intensa infelicidade, não posso ser totalmente feliz assim!
Sotnas Odlabu

Não que seja do meu querer,
E não muito posso fazer, mas,
Apesar de todo o encanto que é viver,
Venho sendo tomado por esta melancolia,
Observar o proceder dos outros animais,
Faz-me renovar a esperança, e deveras alegria,
Já as atitudes dos homens me revelam então,
Que apesar de sermos inteligentes, humanos,
Faz-me sentir esta intensa decepção,
Por perceber que não muito aprendemos,
Apesar dos vividos anos,
O homem ainda segue a cartilha do eu, meu, sou,
Quando basta somente olhar para qualquer canto,
Que começar a viver como nós,
É que se dá toda esta magia,
Pois viver tem todo este encanto,
E estamos nesta época, é quase natal,
Terei que suportar as falsas felicitações,
Outras obscuras intenções,
E “amigos” tão, oh Deus,
Isto não vai ser fácil, mas, fatal!
  Sotnas Odlabu




domingo, 11 de novembro de 2012

Pensamentos meus, simplesmente...

Imagem feita em Monte Verde-MG , em agosto de 2012, por Sotnas Odlabu!




Eu posso até estar errado, pois não sou e nem pretendo 
ser dono da verdade, mas, me acostumei a dizer que algumas
 pessoas nasceram somente para dificultar a vida do restante. 
E no atual momento que estamos vivendo nesta violência que, 
extrapolam os limites suportáveis por qualquer sociedade eu percebo
 que há algo de verdade nestas palavras ditas em momentos de desabafo.
Digo isso sempre que percebo em certas pessoas o quanto valorizam 
os bens materiais que adquirem, e mais ainda as contas bancárias que
 estimulam a eles e lhes servem de referências. Para muitas pessoas 
ter uma polpuda quantia em um banco lhe dá o status de pessoas decentes,
 de boa índole, é triste!
Somente gostaria de saber onde vão gastar toda a decência que acumulam, 
quando o meio em que vivem, ou mesmo ele próprio deixar de existir, 
pois continuam a se preocupar somente e acumular riquezas a qualquer custo,
 até mesmo do desaparecimento das espécies que por cá habitam!
Penso que ainda é tempo de enxergar que a felicidade está na simplicidade
 de ser, em um lugar onde poucos procuram!

                                                      Sotnas Odlabu


quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Apenas, tente relevar...

Imagem feita em Holambra  em setembro de 2012, por Sotnas Odlabu




Ao me ouvir se queixar,
Que os dias se vão rápido,
E o que desejo e tento realizar,
Nem sempre eu consigo,
E por vezes, nem sei o motivo,
E de quando não ousei
Vendo a oportunidade passar,
Peço-lhe que não se aborreça,
Com este meu breve lamento,
Faço o que posso pra que eu mereça,
Estar por cá o tempo suficiente,
E realizar tudo que tenho em mente,
E, se o tempo que resta for escasso,
Tenho essa mania de observar,
Peço que perdoe meus fracassos
E se você criticar o que eu faço,
Saiba que sempre tento acertar
É eu sou assim, que posso eu fazer,
Sei que muito ainda preciso conhecer,
Não, não pode me condenar,
Por ser um simples mortal,
E como tudo por cá, vou passar,
Humano, pensante, mas, sou animal,
Que esta vida siga a me encantar,
Este deveras abençoado encantamento,
Faz-me viver de maneira intensa,
Todo e qualquer momento,
Enquanto ainda é tempo!
Sotnas Odlabu