Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Sobre o enganador, tempo!


Penso que o tempo está para o homem, como os pais
estão para as filhas nesta imagem. Sempre largos passos
à frente
imagem feita em São Lourenço, no Parque das Águas.
por Sotnas Odlabu, em 24/06/2011.



Era jovem...
Quando ele ainda passava por mim,
Sempre me preocupou como chegaria ao fim,
Observando pessoas mais experientes,
Percebia que já não eram tão lépidos assim,
E agora, observando os mais jovens,
Sempre me vem à mente a imagem de pai e filho,
Caminhando de mãos dadas, o pai,
Com sua experiência,
Segue a passos largos à frente,
Enquanto que o filho,
Em suas diminutas passadas,
Sempre tão aceleradas,
Tenta acompanhar, e somente o segue,
Assim é o tempo, como o pai,
Os humanos são como o filho,
Tentando sempre seguir junto, e
Iludido está aquele
Que pensar que consegue,
Muitos ainda têm a disparatada ilusão,
De ter todo o tempo, ou ganhar tempo,
Lamento, mas viver assim é,
Um equivocado tormento!
Sotnas Odlabu

12 comentários:

  1. tempo.. relógio inquieto..
    teus versos levam o tempo..
    viver é sentir o tempo a nos aceitar e aceitá-lo..
    beijos perfumados Sotnas..
    e obrigada sempre pelo teu carinho no Perfumes..

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sotnas! Lindas as suas ideias sobre o tempo e a comparação com a foto! Rapaz, você tem um lado meio filósofo. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia dileto amigo!
    Sabia que sinto falta das suas escritas,kkkkkkk,é verdade!
    falar do tempo...
    TEmpo que faz vida na terra,com sua força me impulsiona vim até aqui para beber teus escritos nesta manhã tão ensolarada...e ainda tenho um pensamento vagando pelo tempo,kkkkkk
    Bjssssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde querido amigo Sotnas,


    A imagem em P&B ficou linda! O lugar, adoro. O poema além de lindo é uma bela reflexão. Gostei imenso, amigo. Obrigada.

    Um harmonioso e feliz fim de semana. Beijos com carinho

    ResponderExcluir
  5. A paz seja contigo!
    Venho deixar-lhe o meu abraço, com o desejo de que Javé lhe abençoe e lhe mantenha sob sua maravilhosa Graça durante toda a semana.
    Que seu domingo seja abençoado!

    http://www.youtube.com/watch?v=VPZLpgkgpkE

    Blog Yehi Or!
    http://hajalluz.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Querido, que maravilha...adoro demais!!!



    ESCREVI UMA HISTORINHA LÁ NO BLOG...É DIFERENTE DO QUE GERALMENTE ESCREVO..GOSTARIA MUUUITO DE SABER A TUA OPINIÃO.
    QUANDO VC TIVER UM TEMPINHO, DÁ UMA LIDA E ME DIZ O QUE ACHOU?
    BEIJINHOS E AGRADEÇO.
    MARLI

    http://amazoniaumcaminhoparaosonho.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Caro Sotnas, muito apropriado o seu poema para falar do tempo, esse que pode ser um aliado ou inimigo, dependendo de como se encara a vida. Particularmente, prefiro vê-lo como aquele que precisa ser vivido no momento, tentar ludibriá-lo é uma atitude de pouca sabedoria, pois ele não retrocederá e nem ficará estacionado jamais!

    Um abraço e tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  8. Caro amigo

    O tempo nos rouba
    a vida.
    Um dia amamos,
    um dia imaginamos,
    um dia inspiramos,
    um dia sonhamos,
    e de repente,
    a vida se foi
    de modo tão breve
    diante de tanto a se fazer...

    Lindo poema
    e preciosa reflexão.

    Que a luz da vida
    esteja sempre em teu olhar.

    ResponderExcluir
  9. Sotnas! Pela alegria das letras sei que estás bem.
    Passeando pela abertura me deixei pousar no titulo, pois bem se vê que a pena repousa serena, distraída num momento calmo… ela dorme, e bem dizes tu: ela sonha com o despertar e deixar rastros na mão do poeta que entende o seu sôfrego, e após o ar a elevará novamente, porém, em seus instantes ela dita beleza, se deixa poética nas folhas brancas do pensamento.

    Respondendo o poema:
    Como o tempo nos engana! e até nos faz pensar que o nosso tempo de avelhar é tão distante que nos damos o luxo de passar sem refletir os instantes, alguns deixados no esquecido, outros ainda vivo.

    ResponderExcluir
  10. caro Poeta...

    eu ouso somente apreciar tão lindo poema...

    me deixar levar pelas palavras...sentir o tempo...e beber o momento...

    deixo pra vc o meu carinho,desejo que todos à sua volta estejam bem assim como vc...

    Zil

    ResponderExcluir
  11. è amigo querido nunca consegui acompanhar os longos passos do meu pai.
    E como gostava de ficar sempre lado a lado com ele corria muito até meu pai me pegar no colo.
    eu jamais vou esquecer .
    Meu pai foi uma presença marcante na minha vida.
    Um beijo feliz final de tarde.
    Evanir

    ResponderExcluir
  12. Olá, Sotnas
    Seu poema é muito ternurento - imaginando os passos do filhinho, apressando-se para acompanhar o pai faz-nos sorrir de encantamento.
    O tempo tem que se viver em tempo :) não se pode retardar nem adiantar...

    E a foto a P&B é lindíssima!

    Uma boa semana. Beijinhos

    PS - Muito obrigada pelas suas palavras carinhosas e sempre presentes na minha «CASA».

    ResponderExcluir

POSTAGENS