Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Sempre me vejo abandonado!

Caminhando na neblina, imagem feita em Campos do Jordão em agosto de
2010 por Sotnas Odlabu no museu da Fenícia.




Nesta manhã olhei pela janela,
E observando este dia chuvoso,
Triste, me lembrei do que havia sonhado,
É que este sonho tem me incomodado,
Tento te dizer, mas, não consigo,
E constantemente tem acontecido,
Isso faz estes momentos tão sofridos,
Pois somente você, não tem aparecido,
E isto me fez demasiado preocupado,
Por este dia acinzentado,
Lembrar-me que sempre em meus sonhos,
Jamais está ao meu lado,
E me entristece, apesar de ser,
Em momento somente sonhado,
Fico infeliz em não tê-la ao meu lado,
É deveras desagradável,
Eu me sentir assim, abandonado!

Sotnas Odlabu






19 comentários:

  1. Querido amigo,


    Senti tanta tristeza nos seus versos... A falta física dos que amamos é dolorida, mas nunca um abandono, uma vez que os carregamos no coração.

    Beijos com carinho e ótima semana, Sotnas

    ResponderExcluir
  2. Sotnas, dias chuvosos tem mesmo esse poder de aumentar, ainda mais, alguma tristeza que porventura esteja rondando a vida do poeta. Que tudo fique bem contigo.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  3. A solidão faz a alma doer, não ter alguem ao nosso lado para compartilhar ideias, ouvir opiniões, falar, amar, beijar...
    Nem que seja somente em sonho, ninguem gosta de se sentir sózinho, triste ou abandonado...
    Tudo bem com vocêm meu amigo?
    Já tinha sentido a falta da sua escrita.
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  4. Oi, Sotnas! Sentir-se abandonado, mesmo que seja só em sonho, é muito triste. A foto transmite essa sensação. Lembre-se sempre de que seus seguidores continuam firmes, aguardando suas postagens. Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Amigo Sotnas
    Não acredito que tenha sido abandonado, mas compreendo que se sinta assim.
    Dias de nevoeiro, ainda que contendo um certo mistério, podem ser deprimentes, assim como dias cinzentos.
    Mas logo o sol brilhará e afastará a tristeza que ensombra seu coração.
    Os seus seguidores jamais o abandonarão!

    Muito obrigada pelas palavras tão generosas acerca do meu "pretenso" poema. Fiquei muito feliz por vc ter gostado.

    Continuação de boa semana. Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. A ilha dos sentimentos

    Havia uma vez uma ilha, na qual viviam todos os sentimentos e valores do homem:
    O Bom Humor, a Tristeza, o Saber...
    Como também todos os outros, incluindo o Amor.
    Um dia avisaram os sentimentos que a ilha estava prestes a afundar-se.
    Então, todos prepararam os seus barcos e partiram. Unicamente o Amor ficou, esperando sozinho, até ao último momento.
    Quando a ilha estava a ponto de desaparecer no mar, o Amor decidiu pedir ajuda.
    A Riqueza passou perto do Amor num barco luxuosíssimo e o Amor disse-lhe:
    “Riqueza, podes-me levar contigo?”
    “Não posso porque tenho muito ouro e prata dentro do meu barco e não há lugar para ti.”
    Então, o Amor decidiu pedir ao Orgulho que estava passando numa magnífica barca:
    “Orgulho, rogo-te, podes-me levar contigo?”
    “Não posso levar-te, Amor...” respondeu o Orgulho: “Aqui tudo é perfeito, poderias arruinar-me a barca”.
    Então, o Amor disse à Tristeza que se estava aproximando:
    “Tristeza, peço-te, deixa-me ir contigo.”
    “Óh, Amor” respondeu a Tristeza, “estou tão triste que necessito estar só”.
    Logo, o Bom Humor passou em frente ao Amor; mas dava gargalhadas tão altas, que não ouviu que o estavam a chamar.
    De repente uma voz disse:
    “Vem Amor, levo-te comigo...”
    Era um velho o que havia chamado.
    O Amor se sentiu tão contente e cheio de alegria que se esqueceu de perguntar o nome ao velho.
    Quando chegou a terra firme, o velho desapareceu.
    O Amor deu-se conta de quanto devia ao velho e, assim, perguntou ao Saber:
    “Saber, podes dizer-me quem me ajudou?”
    “Foi o Tempo”, respondeu o Saber.
    “O Tempo?”, perguntou-se o Amor,
    “Porque será que o Tempo me ajudou?”.
    O Saber, cheio de sabedoria, respondeu:
    “Porque só o Tempo é capaz de compreender quão importante é o Amor na Vida”

    BJSSSSSS

    ResponderExcluir
  7. Poeta...mesmo que seja em sonho...o sentimento de abandono é sempre igual...é sempre triste...de dor...de desolação...de estar perdido no nada...

    adorei sua poesia...gosto de sonhos...

    fique com meu carinho e o desejo que fique bem e em paz junto aos seus...

    Zil

    ResponderExcluir
  8. Querido amigo, com todo respeito, após ler seu poema senti vontade de abraçá-lo, um abraço com afeto e amizade. Com carinho, Ivana.

    ResponderExcluir
  9. Caro amigo

    A saudade da companhia
    de alguém,
    é também a saudade
    da alegria de vida,
    que temos ao lado
    deste alguém.

    Saudades da vida,
    do sorriso,
    do cheiro,
    da alegria,
    da paz,
    de tudo o que
    se faz pleno em nossa vida,
    trazido por esta outra
    e maravilhosa vida...
    Viver é se fazer eterno
    para o coração de alguém.

    ResponderExcluir
  10. Querido Sotnas,
    Às vezes nos sentimos sós, como se tivessem arrancado parte de nós. Não tem explicação, apenas sentimos...
    Um grande abraço, amigo

    ResponderExcluir
  11. Estas sensações acompanham os dias de muita gente... Não é privilégio deste ou daquele.
    Estas insatisfações são partes das fragilidades humanas...
    Grande abraço

    ResponderExcluir
  12. Deveras Sotnas! Ainda que seja em sonhos, não vivemos felicidade sem a realidade, precisamos ter encantos e sermos encantados. No acordar a emoção bate forte, pois temos o que queremos ao nosso lado; quando nos entregamos para a noite… os sonhos reprisam os cantos dos pássaros...

    ResponderExcluir
  13. Que encontro lindo de palavras recheadas de sentimentos!
    Parabéns pelo talento e pela arte!
    Um abençoadofinal de semana e até a próxima!

    ResponderExcluir
  14. Olá Tânia Gama, desejo que tudo esteja bem contigo!

    Desculpe estar lhe respondendo por aqui, creio que errei em algum procedimento e não conseguir encontrar sua página para agradecer por tua visita e comentário tão elogioso, é este carinho dos visitantes amigos que faz valer à pena estes dois anos deste blog, muito agradecido mesmo. E assim desejo a você e todos ao redor um intenso e feliz viver sempre, e diga-me onde errei ao tentar encontrar teu cantinho, assim posso ir visitá-la também, grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  15. Os dias nublados trazem melancolia. Talvez a natureza esteja se sentindo vazia e abandonada.
    Também nós não escapamos disso, mas queremos a realização de sonhos perfeitos, cheios de sorrisos e aconchego.
    Obrigada pelo afetuoso comentário que deixou no meu cantinho. Aqui, há sempre sentimentos em belos versos.
    Abraços

    ResponderExcluir
  16. Te deixo muita Alegria, Muita paz, Muita energia e meu eterno carinho por você!
    Vc é muito especial para mim Existe um lugar onde tudo é possível.
    Onde o amor é verdadeiro. Onde não existe um preço a pagar.
    Onde tudo se conquista, nada se compra. Onde os dias são calmos e só se ouve verdades.
    Obrigada por tudo por essa amizade linda que me dedica.
    Estou retornando devagar conto com
    sua presença no meu blog sempre que for possivel.
    A novidade linda e maravilhosa que tinha para contar
    é que serei em julho bisavó isso ñ é maravilhoso?
    .•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*•.¸¸.•*´¨`*.*...*...*
    Que Deus te abençoe sempre .
    um lindo final de semana.
    Evanir.
    Estou seguindo-te e te amando para sempre .
    Somos do mesmo signo só hoje vi legal não??

    ResponderExcluir
  17. Olá, amigo
    Passando para retribuir sua gentil visita e as belas palavras, obrigada, querido, você é uma pessoa especial.Todo bem e felicidade para você e aqueles a quem ama.
    Um grande abraço e um abençoado final de semana.

    ResponderExcluir
  18. Bom dia meu querido amigo!
    Eu acho admirável a alma do poeta...e como as pessoas se preocupa quando escrevemos algo melancólico.eles vivem nossa alma;se escrevemos coisas alegres eles vibram,e até acham que estamos vivendo aquele conteúdo,quando escrevemos melancolia acontece a mesma coisa,mas sei que a alma do escritor é volúvel,tiro pela minha.Tenhe dias que tenho uma linha direcional só para o amor,outras vezes para a alegria,mas quando é para coisas não realizáveis ai o bicho pega,kkkkkkkkkkk,as pessoas ficam pensando que estou vivendo o drama exposto nas escritas.
    Bjs meu querido para aquecer teu dia de domingo!

    ResponderExcluir
  19. Passei para agradecer-te pelo comentário e dizer-te que
    gosto muito de teu espaço de sentimentos, mistério, emoção, música, do teu poetizar e musicar da alma.
    Parabéns pelo aniversário do blog nota 10!

    taniamaria.gama@hotmail.com

    ResponderExcluir