Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

A CHUVA É...

Imagem feita na praia do boqueirão em Santos - SP, por Sotnas Odlabu em julho 2010.
Texto criado a partir de outro postado no meu fotolog no terra, e de minha própria autoria também.


Água, que sobe ao, e desce do céu,
E corre, com, e por terra,
Em aterrorizante e caudaloso véu,
Em sua passagem, lava e leva o chão,
Mas, ó água abençoada,
Precisava esfregar,
Com tanta força não,
Quão tristes ficará,
Os tantos que terão, de,
Esperar a chorar,
A terra secar, e procurar,
Revirando toda terra,
Tão vermelha de tanto sangue,
Cheirando a tantas vidas,
Finalizadas junto ao seu tão,
Querido e adorado, que,
Agora tão maligno, e molhado,
Que deixa as águas tingidas,
E entristecidas tantas vidas,
Todas que, ele alimentou,
E as arrasta agora, todo encharcado,
Enlameado e funesto,
Aqueles pedaços de terra,
Que naturalmente declarou guerra,
E deitado, a todos carrega então,
Este que antes e sempre,
É deveras querido, e,
Que chamamos de nosso chão!

Sotnas Odlabu
    

       

24 comentários:

  1. Lindo demais poeta! Mas a natureza responde apenas aos maus tratos a ela dispensados, infelizmente. Bom dia querido!

    ResponderExcluir
  2. Ah! Meu amigo, os mares, os rios, as águas são inocentes...Nada acontece por acaso...Sotnas,um beijo pelo belo poema!

    ResponderExcluir
  3. Olá meu amigo, o teu poema está lindo!
    Os elementos da natureza são isso mesmo, elementos da natureza, com a sua força, o seu poder...
    Um beijo amigo e que o teu fim de semana seja abençoado

    ResponderExcluir
  4. Oi, querido Sotnás!

    A chuva é vista, quase que como uma divindade para alguns povos, como sabe.
    Seu poema, demonstra bem, a dualidade da mesma.
    Riquíssimo de valor semântico e gramatical.
    Faz nascer e faz morrer. É verdade!
    Sei queem S. Paulo e no Rio tem chovido muito e os estragos têm sido enormes.

    Compreendo o seu sentir, mas ela faz falta, mas não em excesso.

    Bom fim de semana.
    Beijo da Luz, com carinho.

    Luzes e Luares

    ResponderExcluir
  5. Caro Sotnas a natureza, quando quer, mostra o seu poder e a humanidade, quando não estruturada, sofre terrivelmente as consequências. Parabéns pelo belíssimo e verdadeiro poema.

    Um abraço.

    ResponderExcluir
  6. Que triste situação. Quantas lágrimas se misturam ao desespero…
    nesta horas nem mesmo o chão companheiro pode desobedecer as ordens da torrencial.
    O céu se abre, encharca a vida… transforma todo nada em morte.
    A chuva vem, sova-nos lombo… seu peso é tanto que nos faz arcar sem nunca mais termos força de erguer. A vida fica soterrada deixando apenas alçar as últimas lamentações e o sorriso lastimável da alma.

    ResponderExcluir
  7. Meu amigo

    a natureza por vezes mostra a força que tem e nós temos que a respeitar.
    Um belo texto como sempre.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  8. Oi, Sotnas! Gostei demais desse poema. Perfeito! Estivemos rapidamente, em Santos, para embarcar e desembarcar. Como não podia deixar de ser, nos lembramos de você. Ficamos impressionados pela quantidade de containers e pelas máquinas no porto. Sei que, pra você, nada disso é novidade, mas nós achamos muito interessante. Abraço!

    ResponderExcluir
  9. Amizade, bem precioso
    Que a vida pode nos dar
    Tesouro muito valioso
    Que ninguém consegue roubar.
    A amizade verdadeira,
    Não tem hora,não tem lugar.
    Também não é passageira
    Quando vem, é para ficar.
    È assim mesmo uma grande amizade,
    e eu tenho você como um tesouro na minha vida.
    Uma semana rica de saúde farta de amor iluminada pela esperança
    junte tudo isso e poderá sentir no seu coração .
    Quanto Deus te abençoa a cada amanhecer.
    Uma linda semana beijos no coração carinhosamente .
    Evanir..
    Sotnas:esta tudo bem meu visinho??

    ResponderExcluir
  10. Oi Sotnas!
    Que foto linda, amei! Esse horário do dia é mágico!
    Belo texto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Hola amigo Sotnas.

    A chuva é dádiva dos céus,
    embora algumas vezes, exagere.

    Bjs.

    ResponderExcluir
  12. Olá.
    Adorei passar por aqui e conhecer seu cantinho.
    seu blog é muito bom, parabéns.
    Sempre que possível estarei passando pra ver as novidades.
    Até mais

    ResponderExcluir
  13. Passando para desejar um bom fim de semana cheio de paz e alegria...
    bj

    ResponderExcluir
  14. meu amigo,
    é sempre um prazer ler-te aqui e lá no Perfumes..
    estava meio ausente, mas voltando devagar..
    não deixar que a vida nos leve muito longe!
    forte abraço.

    ResponderExcluir
  15. Oi, querido Stonás!

    Tudo bem?
    Eu sei que já passei aqui e comentei seu poema, mas de qualquer jeito, vim lhe desejar um excelente fim de semana, e lhe dizer que gostaria que me visitasse, no "Afetos".
    Por vezes, não é querer mais um comentário, mas desejar o SEU comentário, que é diferente.

    Quando comentam e dizem: lindo! Eu fico meia sem jeito, porque não sei a veracidade daquele lindo, entende?

    Bom fim de semana.
    Abraço da Luz.

    ResponderExcluir
  16. Passo um bom tempo sem vir (todo o tempo é "bom", para mim), e quando passo, de novo, recupero algumas postagens anteriores. Gosto dos textos poéticos que aqui encontro, nos tocam tão profundamente. De chão, entendo bem: amo o meu chão!

    Tenha um belo domingo e uma produtiva e feliz semana, amigo Sotnas.
    Um abraço,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  17. Caro amigo.

    As vezes fico
    a pensar neste contraditório,
    a chuva que é vida,
    aflige a vida.
    Então penso que é preciso
    reaprender a ouvir
    a Natureza,
    entender suas leis
    e sua força.

    Que todos os dias
    os sonhos nasçam em ti,
    como nasce o sol pela manhã...

    ResponderExcluir
  18. Meu querido amigo

    Passando para agradecer o seu sempre gentil comentário que eu adoro e deixar um beijinho com o meu carinho.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  19. Olá, amigo! Quanto tempo! Passando pra matar a saudades e ler um um belo poema. Estive afastada do meu blog por bastante tempo, mas aqui estou novamente. Um abraço!!!

    ResponderExcluir
  20. Que beleza de poesia, se eu fosse poeta eu escreveria assim. A foto é linda e especial... Foi nesse lugar que fotografei a primeira noturna. Abraço

    ResponderExcluir
  21. Que delícia de versos.
    Encatada.
    Bjins
    Catiaho Reflexo d'Alma

    ResponderExcluir
  22. Oi, querido amigo Stonás!

    Passando pra lhe desejar um bom domingo e uma excelente semana, na paz de Cristo.

    Beijo da Luz, com estima e amizade.

    ResponderExcluir
  23. Boa noite, Sotnas. Fizemos um poema falando sobre a chuva, com visões diferentes, mas achei o seu o máximo, amei.
    Quando ela vem destruindo, famílias perdem os seus amados, e tudo o que numa vida construiu,acaba a cidadania.
    Traz tristeza e solidão.
    Quando ela vem serena, é muito boa e necessária.
    Beijos na alma e paz!

    ResponderExcluir