Bela cidade das Gerais!

Bela cidade das Gerais!
Imagem feita por Sotnas Odlabu em São João Del Rei MG em nov de 2016

E AQUI, OS QUE POR CÁ VIERAM UMA, E CONTINUAM VOLTANDO OUTRAS VEZES!

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Houve tantos, e, ainda há estes momentos...


*Imagem feita em Campos do Jordão, agosto de 2011
no hotel, por Sotnas Odlabu.
* Quanto ao hotel na imagem,
quem por cá sempre passa sabe que tenho o costume de detalhar onde
fiz a imagem, sendo assim caso as partes envolvidas nela desejem, eu as retiro,
sem problema







Felicidades a todas as crianças e,
a todos que conservam em si
as crianças, que foram e, ora essa,
que com certeza ainda o são,
TODOS OS DIAS!




Em que uma alegria imensa me invade,
Mesmo quando tantos pensam ser tarde,
Mas, esta alegria me faz bem,
Pois vem junto as infantis lembranças,
E o que fazer!
Exceto feliz sorrir por reviver,
Aquela mesma felicidade,
Nem sempre tão despida de medo,
Que quando sentido,
Ora, este ficava sempre em segredo,
Vejo o esforço naquele rosto infantil,
No balanço iniciar,
Os três iniciais impulsos,
Ah, estes eram pra embalar,
Já os demais eram para alegria,
De uma maior altura alcançar,
Braços e pernas estendidos,
 Olhos fechados e, era a emoção de voar,
Era um sentir tão intenso,
De paz e liberdade,
Que não mais pensei que era de alegria,
O cantar fervoroso e tão triste,
De um belo pássaro engaiolado,
Mas, eu também não entendia,
O motivo dos adultos serem tão malvados!
Houve tantos, e tão felizes momentos,
E, que vez por ou outra,
Os adultos os findavam com tormento,
Mas, não me importava,
Pois em mim já vivia a esperança,
O sentimento de ser livre, e de voar, ou seja,
Eu já estava certo de buscar sempre a felicidade,
Aquela felicidade que conhecemos, já desde criança!
Sotnas Odlabu 

30 comentários:

  1. Um belo poema, uma linda homenagem! Feliz daquele que consegue conservar dentro de si aquela criança risonha, feliz, esperançosa, pois é ela que vem em nosso auxílio quando nos tornamos por demais ranzinzas, impacientes, intolerantes... é a ela que devemos recorrer para redescobrir o sabor das coisas, dos pequenos gestos de ternura, da doçura do olhar, do riso franco e aberto, das brincadeiras...
    Que seja um sábado iluminado, amigo, junto dos familiares queridos.
    Ficam sorrisos e estrelas no seu caminhar.
    Helena

    ResponderExcluir
  2. Lindo!!!!!

    E essa imagem me prendeu pela Araucária que eu tanto amo e tem tão pouco por aqui!

    ResponderExcluir
  3. Olá, querido amigo. Quanta emoção nesse texto!! Me senti como vc, criança outra vez em época distante. Feliz Sótna aquele que consegue ainda ser criança! Obrigada por esse momento, e abela imagem que com admirável abilidade e sensibilidade cápta. Vc é muito especial amigo! Uma doce e eterna criança. Meu carinho e muitos abraços para vc, com bençãos de Nossa Senhora.

    ResponderExcluir
  4. Muito linda poesia nessas recordações dos sentimentos de criança! Viajei com vc de volta á infancia! bjs e bom final de semana,

    ResponderExcluir
  5. BOA NOITE MEU QUERIDO !
    SAUDANDO O DIA DAS CRIANÇAS VENHO TRAZER-TE UM DESEJO.
    A CRIANÇA QUE EXISTE EM MIM SAÚDA A CRIANÇA QUE EXISTE DENTRO DE VOCÊ...
    FELIZ DIA DAS CRIANÇAS !!!!!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá Sotnas,

    Bela captura você fez da imagem do topo. Ficou linda!
    Aliás, todas as imagens são uma beleza.

    Lindas palavras poéticas que nos remetem à infância e aos momentos de descontração e felicidades vividos. Lembro-me ao sentar pela primeira vez no balanço e das batidas aceleradas do coração. Um medo inicial que se transforma num prazer intenso ao procurar ir cada vez mais alto no balanço, como se fosse realmente voar.
    Feliz do adulto que alimenta sua criança interior. É ela que nos proporciona valentia, sorrisos espontâneos, alegria e leveza em nossos passos na vida.

    Um abraço terno na criança que reside em você.

    Excelente domingo.

    ResponderExcluir
  7. Oi Sotnas

    Quem tem em si esta reserva de alegrias da infância, tem em si uma fonte de felicidade para matar a sede que a rigidez da vida adulta nos provoca.

    A lembrança do voo em uma rede ou balanço é a lembrança da própria liberdade de sentir que podemos nos proporcionar.

    Abraços e muitas alegrias sempre!

    ResponderExcluir
  8. Lindo e sensível poema!
    Parabéns por trazer dentro de si aquela criança que foi um dia mas que ainda vive alegre e feliz.
    Bjus e obrigada pelas palavras de incentivo e carinho deixadas no meu cantinho.

    ResponderExcluir
  9. Meu amigo

    Que essas lembranças nunca se apaguem e a criança vica para sempre dentro de si.
    Como sempre adorei.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  10. Oi, Sotnas! Acho que o pessoal do hotel vai ficar feliz de aparecer aqui no blog. A foto ficou tão linda! Lendo seu poema, lembrei do primeiro balanço que tive, amarrado numa vigota da cozinha. Isso já faz mais de 40 anos. Eu nem sabia que ainda estava na minha cabeça. Obrigada por trazer de volta essa imagem feliz! Abraço!

    ResponderExcluir
  11. Imagem e texto maravilhosos caro Sotnas!

    Um abraço

    ResponderExcluir
  12. Oi Sotnas. Bonita poesia! A nossa criança não nos esquece. É um encontro que não termina, e se um dia ela for embora, levará com ele o velho.

    ResponderExcluir
  13. Ubaldo você que era seguidor do Blog Projetando Pessoas, está convidado a visitar o Site no endereço: www.projetandopessoas.com.br, e lá na home page, no final da página à direita no Campo Newsletter
    cadastrar seu e-mail para receber sempre nossas novidades!
    Ficarei muito feliz com sua visita!
    bjs Sandra

    ResponderExcluir
  14. Meu caro amigo Sotnas
    Como você descreve bem, neste lindo poema, os sentimentos das crianças!
    É muito bom recordar esses tempos, revivê-los, e, de vez em quando, sermos também crianças.
    A vida nem sempre nos deixa (especialmente agora, com tantas preocupações a ensombrar-nos os dias... por causa da crise, que dizem ser mundial...).
    Mas, temos que nos esforçar por ser felizes, não é mesmo?

    Essa foto é verdadeiramente linda! Não creio que os donos do hotel tenham qualquer razão para ficarem incomodados, se a virem; pelo contrário, têm motivos para ficar orgulhosos.

    Obrigada pelo carinho que sempre manifesta no meu blog.

    Até sempre. Tudo de bom.
    Beijinhos

    Mariazita
    (Link para o meu blog principal)

    ResponderExcluir
  15. OI SOTNAS!
    FELIZ DE QUEM CONSEGUE MANTER DENTRO DE SI UM POUQUINHO DA CRIANÇA QUE TODOS FOMOS UM DIA, ESTE SIM, SABERÁ O QUE É A VERDADEIRA ALEGRIA DE VIVER E DE CURTIR AS PEQUENAS E SIMPLES COISAS DA VIDA.
    MUITO BONITO E LÚDICO TEU TEXTO.
    ABRÇS
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. BOM DIA MEU AMIGO QUERIDO !
    PASSANDO PARA LER MAIS UM POUCO.ADORO TUDO O QUE ESSE AMIGO ESCREVE.TENS UM DOM FENOMENAL...
    BJS DE BOM DIA !

    ResponderExcluir
  17. e não é tão bom poder crescer mas sem deixar a criança alegre dormir?
    lindo escrito querido Sotnas..
    E a foto ... o hotel deve ser bom!
    a mais uma vez agradeço teu carinho no Perfumas..
    tenha um lindo final de semana.

    ResponderExcluir
  18. Que delicia a poesia envolvendo a melhor fase da vida, amei.
    bjs

    ResponderExcluir
  19. Nossa querido Sotnas, essa imagem sua, desse balanço fez-me recordar minha infância. Fui uma criança muito feliz e brinquei muito em parques e pracinha com balanço, morava no interior e quase todas as tardes iamos brincar, depois de estudar é claro. bom demais. Lindo, lindo mesmo seu poema. Deixo um beijo.

    ResponderExcluir
  20. Faz-nos recordar bons momentos já vividos Sotnas
    Obrigada um belo presente aos nossos sonhos juvenis,
    meu abraço e que eles permaneçam .
    bom domingo

    ResponderExcluir
  21. A felicidade esta dentro de nos....beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  22. Não encontrando nova postagem fiquei admirando a bela imagem e a grandeza do teu poema. De forma simples e tão primorosa consegues nos levar por caminhos tecidos na leveza dos pés de uma criança que, impulsionada por um balanço, buscava usufruir de uma alegria tão genuinamente pura. Que a felicidade sentida naquele momento, amigo, esteja sempre presente na tua vida.
    Não considero abuso as palavras de apreço que sempre deixas no meu cantinho. São os comentários de pessoas assim, sensíveis e atentas aos sentimentos do semelhante, que nos fazem buscar no mundo da poesia as emoções mais puras (mesmo que muitas vezes desencontradas) para colocar em versos e textos aquilo que é sentido na alma. Tu fazes isso com muita habilidade, o que torna gratificante a tua presença nos espaços que percorres.
    Ficam meus agradecimentos por tua gentileza e sorrisos e estrelas enfeitando teus caminhos,
    Helena
    http://helena.blogs.sapo.pt

    ResponderExcluir
  23. Era e ainda é a criança que existe em mim. Descreveu com louvor a infância de quase todos nós. Lindos versos.
    Olha vim agradecer sua visita ao meu blog num momento muito doloroso para mim, que foi perder meu companheiro de muitos anos, Suas palavras foram confortantes, embora nesses momentos nada nos dá alento, mas é bom saber que tem alguém sendo solidário nas nossas dores. ainda dói, mas o tempo tem amenizado o sofrimento.
    bjkas doces e boa semana.

    ResponderExcluir
  24. Depois de um longo período de afastamento
    retorno devagar e com o coração ceio de saudades.
    Quando deparamos com problemas inadiáveis nos
    sentimos um pouco frágil somente pela fé
    muitas vezes continuamos prosseguindo .
    Aos poucos se Deus quiser
    e com certeza ele vai querer
    tudo se resolve e assim poderei
    continuar minhas visitas com menos espaço de tempo.
    Obrigada pela sua amizade que só me faz fortalecer
    em minha caminhada.
    Um abraço carinhoso beijos , Evanir.

    ResponderExcluir
  25. Bom dia Sotnas.... ser livre, voar... esses pensamentos com certeza nos tornam sempre mais fortes para ir em busca do que queremos... bjks tenha uma semana iluminada....

    ResponderExcluir
  26. Olá Caro Amigo,

    Campos do Jordao sempre nos inspira, adoro aquela cidade!

    Um encanto seus versos alegres...

    Abçs

    ResponderExcluir
  27. Quando crianças,temos a alegria nos sorrisos e doces ilusões.
    Inocentes e puros,nos contentamos com um simples esvoaçar das asas de uma borboleta.
    É muito bom relembrar a infância.
    Linda imagem amigo Sotnas.
    bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia-mamymilu

    ResponderExcluir
  28. Esta felicidade esta dentro de nós....
    Abraço Lisette.

    ResponderExcluir
  29. A VIDA é uma roda que gira e gira, ora devagar, ora muito rapidamente e os momentos que estes giros nos trazem é uma questão de como os sentimeos... Muito lindo este seu refletir sobre os meonetos do viver...
    Abraços

    ResponderExcluir
  30. Oi, querido Stonás!

    Estive lendo seu texto, e que bom era toda aquela brincadeira.

    ÉRAMOS MAIS LIVRES QUE PÁSSAROS.

    Nossos pais, por vezes, nos interrompiam o voo. Tinha de ser, só que a gente não conseguia compreender, aquela paragem na LIBERDADE.

    Feliz fim de semana.

    Beijos carinhosos da Luz.

    ResponderExcluir